PUBERDADE

Puberdade é o componente biológico da adolescência caracterizado pelo crescimento físico e desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários, tornando o adolescente sexualmente desenvolvido. Esse processo dura em média de 3 a 5 anos.


Nas meninas, a puberdade inicia-se entre 8 e 13 anos com o crescimento das mamas (telarca) e nos meninos entre 9 e 14 anos com o crescimento dos testículos (gonadarca).


Quando a puberdade inicia-se antes dos 8 anos (meninas) e dos 9 anos (meninos), pode ocorrer puberdade precoce. Quando inicia-se após os 13 anos (meninas) e 14 anos (meninos) pode existir atraso puberal. Nessas situações, é importante a avaliação médica do hebiatra.


.

O crescimento puberal está relacionado principalmente aos hormônios sexuais e de crescimento, mas fatores como alimentação, doenças, atividades físicas e distúrbios do sono podem prejudicar o crescimento físico (estatura).


Nas meninas o crescimento ocorre em média 2 anos antes em relação aos meninos, mas neles geralmente o estirão puberal é maior.


Entre outras mudanças estão aparecimento dos pelos pubianos (pubarca), odor axilar (bromidrose axilar), estirão do crescimento durante o qual se ganha 50% do peso e 20% da estatura final, espinha (acne), primeira menstruação (menarca) e diversas outras alterações metabólicas e cerebrais que transformam o corpo infantil em adulto.


Nessa fase ocorrem também importantes transformações no cérebro que são responsáveis por comportamentos típicos do adolescente, como por exemplo, o agir quase sempre sem pensar.


"O cérebro do adolescente ainda está em desenvolvimento. Há mudanças dramáticas nas estruturas cerebrais envolvidas nas emoções, no julgamento, na organização do comportamento e autocontrole que ocorrem entre a puberdade e o início da vida adulta, isso pode ajudar a explicar as ações e reações dos adolescentes.”





Essas rápidas mudanças físicas geram no adolescente ansiedade e, às vezes, baixa autoestima decorrentes da redefinição da imagem corporal e do medo de não conseguir, fisicamente, atingir o padrão socialmente imposto e aceito.




Música: Não vou me adaptar - Nando Reis